.

.

Este militante anti-cinzentista adverte que o blogue poderá conter textos ou imagens socialmente chocantes, pelo que a sua execução incomodará algumas mentalidades mais conservadoras ou sensíveis, não pretendendo pactuar com o padronizado, correndo o risco de se tornar de difícil assimilação e aceitação para alguns leitores! Se isso ocorrer, então estará a alcançar os seus objectivos, agitando consciências acomodadas, automatizadas, adormecidas... ou anestesiadas por fórmulas e conceitos preconcebidos. Embora parte dos seus artigos possam "condimenta-se" com alguma "gíria", não confundirá "liberdade com libertinagem de expressão" no principio de que "a nossa liberdade termina onde começa a dos outros".(K.Marx). Apresentará o conteúdo dos seus posts de modo satírico, irónico, sarcástico e por vezes corrosivo, ou profundo e reflexivo, pausadamente, daí o insistente uso de reticências, para que no termo das suas análises, os ciberleitores olhem o mundo de uma maneira um pouco diferente... e tendam a "deixá-lo um bocadinho melhor do que o encontraram" (B.Powell).Na coluna à esquerda, o ciberleitor encontrará uma lista de blogues a consultar, abrangendo distintas correntes político-partidárias ou sociais, o que não significará a conotação ou a "rotulagem" do Cidadão com alguma delas... mas somente o enriquecimento com a sua abertura e análise às diferenciadas ideias e opiniões, porquanto os mesmos abordam temas pertinentes, actuais e válidos para todos nós, dando especial atenção aos "nossos" blogues autóctones. Uma acutilância daqui, uma ironia dali e uma dica do além... Ligue o som e passe por bons e espirituosos momentos...

domingo, 28 de junho de 2009

INFLUENZA DOISMILIDUZENTUS





INFLUENZA

DOISMILIDUZENTUS

De acordo como as directivas comunitárias, em ambiente urbano terá que ser considerada a mobilidade do trânsito pedonal.

Os utentes das urbes serão de diferentes estaturas e estruturas, desde as crianças aos idosos, não esquecendo os invisuais, os rodinhas, os obesos e os atléticos!


Tubucci foi sem margem para dúvidas, uma magnífica urbe concebida e desenvolvida para os…

atléticos!




Se por exemplo, um rodinhas pretender transpôr a rodovia alcançando o passeio da outra margem, é contemplado por um entalhe no lancil, evitando engrenar uma primeira baixa, executar o bloqueio ao diferencial e tracção ás quatro, o que retardaria a fuga ás infernais máquinas vencedoras de batalhas, vai daí aquela rampa acompanhando o suave declive da escadaria, com o respectivo entalhe no lancil.


O problema para os rodinhas e os invisuais coloca-se… precisamente quando rolam p’los passeios, reparem bem!


Os idosos também encontram uma panóplia de floreiras e canteiros, postes e troncos de árvores, painéis publicitários e outras urbanísticas tretas, que estes se vêm desgraçados para progredirem livremente em demanda dos seus destinos!


Portanto, para que os tais rodinhas se movimentem, necessitarão seguramente de um MAPA no terreno.


MAPA – Máquina Adaptada aos Passeios de Abrantes

””””

~ ~

O O

!

www

O quê? Passar por’li?

Eu é que não sou parvo!


Por Tubucci regista-se outro fenómeno pedonal que é o “Influenza Doismiliduzentus”.


Influenza”, pois influi nos artelhos do pessoal mais distraído! Com o “Influenza Doismiliduzentus” facilmente se alcança uma rotura de ligamentos no peito d’um pé, quiçá um tornozelo mal rachado!


È mais seguro progredir em terreno irregular, saltando de rocha em rocha, do que propriamente nestes passeios traiçoeiros em que o confiante incauto poderá malhar numa imprevista declinação arquitectónica.


Este vírus surge de fronte ás garagens de alguns cidadãos… (in)felizmente, não de todos!


Portantos, nasce mais um pensamento:


“Com o Influenza Doismiliduzentus,

se alcança a rotura dos ligamentus”…


O que acham… ficou bom assim?



Fixe!








…E não foi necessário consultar o Confúcio, carais!


São desníveis de mui nível, em forma de rampa ou cova transversal a quem caminha, no sentido de facilitar o acesso das máquinas infernais á profundeza das garagens!


Traçando os azimutes, facilmente se descortina alguma Influenza destes cidadãos auto-mobilizados em relação á imo-bilizada autarquia!


Ou há-de ser o engenheiro fulanodetal, ou o shoudótor entredentes, o shou eteceterital, o tiodovizinhodoprimodoutro, ou o cunhadodávódoneto que por sua vez ainda é amigodosobrinhodochefe, ou do báixamarpraiamar, práiamarbáixamar báixamarpaiaoutro…


…jápitágorasdesiracusadissundiaseusnetosqueoquadradodahipotenusaeraigualásomadoquadradosdoscatetos e assim por aí adiante!


Portanto, estes cidadãos têm um acesso diferenciado ás suas casas tipo maison, com janelas tipo fenêtre!


“Ufff!


Há vírus que se transmitem por espirro, outros por fricção entre mucosas ou por bosta de pássaro… por picadela de mosquito, pela ingestão de galinha, porco e vaca marados… ou ficarmos com as ventas fecundadas pela polinização dos gramídeos!





AaaaahThciiimmmm

Isto também foi da molha que cá o Cidadão apanhou a sacar estas fotos urbanas e encharcadas… E lá fora está a cair uma trovoada do caraças!


No caso do Influenza Doismiliduzentus”, será um vírus que se propaga por afinidade, sendo os pedastras que passam tão afectados com danos co-laterais, c’até s’amolam!


Ora bem, os utentes de Tubucci têm direito a circularem em passeio liso e aderente… sem côvo ou saliência!


Também têm o direito a passeio suficientemente praticável e contínuo com uma largura mínima de dois metros e vinte e cinco centímetros, e vãos de um metro e vinte centímetros no mínimo entre troncos, postes, cabines, floreias e outros apetrechos urbanos, a modos que os rodinhas e papás com baby-cars possam neles circular á vontadex!


Para evitar as cabeçadas dos mais aéreos, a base dos painéis publicitários e restante panóplia sinalética nunca deverá estar a uma altura inferior a dois metros em relação ao solo!


Os mobiliários urbanos deverão possuir características de modo a serem atempadamente identificados pelos invisuais ao nível do chão, blá, blá, blá, blá!

Qual a importância dada ás áreas de estacionamento automóvel e mobilidade pedonal perante as…

megalóbras?


maquete da CMA

A actual edilidade Tubucciana não teve tempo de corrigir tais deformações devido a outras estradas, e será uma bôa deixa para que os sucedâneos prestem provas de curtirem mêmo bué os seus caminhantes cidadãos!



?!

!:«

E esta hem?

Soltou-se d’aqui uma tecla!


Olh ! Olh ! Agor s em od s ei o como num dominó!

D sse! Ch ice, h que p r r de escrever!

V l … Foi só o a e o t.

sexta-feira, 26 de junho de 2009

SUBLIMINAR





SUBLIMINAR





Porque os nossos órgãos sensoriais nem sempre captam a total dimensão dos estímulos, repare nesta imagem…

O que viu nela?

Hum…

Repare melhor…

Afaste-se do monitor…


E agora, descobriu algo mais?




? ? ? ? ? ?




Olhe outra vez…

…para a periferia…


Encontrou mais alguma coisa?

Prontos!




E esta?






O que viu?

Vá lá, repare bem…


Já viu outra coisa?

Foi um óptimo exercício para a leitura das

Crónicas de um Cidadão de Abrantes”.