.

.

Este militante anti-cinzentista adverte que o blogue poderá conter textos ou imagens socialmente chocantes, pelo que a sua execução incomodará algumas mentalidades mais conservadoras ou sensíveis, não pretendendo pactuar com o padronizado, correndo o risco de se tornar de difícil assimilação e aceitação para alguns leitores! Se isso ocorrer, então estará a alcançar os seus objectivos, agitando consciências acomodadas, automatizadas, adormecidas... ou anestesiadas por fórmulas e conceitos preconcebidos. Embora parte dos seus artigos possam "condimenta-se" com alguma "gíria", não confundirá "liberdade com libertinagem de expressão" no principio de que "a nossa liberdade termina onde começa a dos outros".(K.Marx). Apresentará o conteúdo dos seus posts de modo satírico, irónico, sarcástico e por vezes corrosivo, ou profundo e reflexivo, pausadamente, daí o insistente uso de reticências, para que no termo das suas análises, os ciberleitores olhem o mundo de uma maneira um pouco diferente... e tendam a "deixá-lo um bocadinho melhor do que o encontraram" (B.Powell).Na coluna à esquerda, o ciberleitor encontrará uma lista de blogues a consultar, abrangendo distintas correntes político-partidárias ou sociais, o que não significará a conotação ou a "rotulagem" do Cidadão com alguma delas... mas somente o enriquecimento com a sua abertura e análise às diferenciadas ideias e opiniões, porquanto os mesmos abordam temas pertinentes, actuais e válidos para todos nós, dando especial atenção aos "nossos" blogues autóctones. Uma acutilância daqui, uma ironia dali e uma dica do além... Ligue o som e passe por bons e espirituosos momentos...

sexta-feira, 24 de abril de 2009

A CAMINHO DE VALE DE ZEBRINHO



A CAMINHO DE

VALE de ZEBRINHO

A caminho de Vale de Zebrinho…



Vai um carro aos trambolhões…



Uma carroça sem rodas…



E um cavalo sem travões…



Ai txic txic txic txic …


Ai txic txric txrric tximmm…

painel municiado

Prontos,

Já chega!

Não senhor, não é o efeito de uma qualquer ganza, mas o resultado do hipotálamo sacudido por tanto saltitar!

Depois da publicação dos post “O Orifício” e “Relêvos”, para além dos escassos comentários, cá o Cidadão recebeu éne e-mails de tementes á Blógus-Dei, com fotos e outras cenas afins, alertando para o troço de via que dá acesso a Vale de Zebrinho! Tanto lhe chatearam o juízo que se meteu a caminho, antes das caravanas eleitorais que não devem tardar.

Trepou ás Arreciadas no encalço da freguesia de São Facundo, dando com a sinalética de Vale de Zebrinho City

Enfiou o seu magnífico chiante por aí adiante, em marcha lenta… qual o espanto quando deu de caras com um alcatrão completamente derretido!

O queixal inferior sacudiu com tanta trepidação ao ponto da viatura se atravessar sobre a brita descolada e saltitante!

Vencidas umas centenas de metros a tempestade amainou, se bem quando, um pouco antes do painel indicativo de Vale de Zebrinho, a intempérie se repetiu… desta, acompanhada de gincanas em torno de fenomenais crateras!

É certo e sabido que, se indagada a autarquia, logo os senhores responderão ter sido o arranjo aprovado… etecetera e coisital… deixando o Zé-Povinho entretido… mas quem se vai amolando são os habitantes da pequena aldeia que todos os santos dias passam pelo martírio de transpor o Rubicão… ou vão dar uma volta ao bilhar grande!

Não será esta gente merecedora de acessos condignos ás suas residências… tal como os seus impostos ou… serão pessoas diferentes dos restantes cidadãos?

Talvez seja esta, uma carta guardada na manga, a jogar na época certa… aí pela estação das autárquicas!

Haja consideração…

Catano!







6 comentários:

Anónimo disse...

Ó amigo, o grave não é o estado degradante a que chegou esta estrada, grave mesmo, é o tempo a que isto se encontra assim.
Esses senhores só se lembram de nós quando lhes fazemos falta.
Um residente de Vale Zebrinho.

Anónimo disse...

E a estrada S. Facundo Barrada que tem ligação ao Vale Zebrinho, essa tem lá cada buraquinho que até mete medo. Nalguns sítios desta estrada temos que circular a 5 à hora e com muito cuidado.
Quem vem da Barrada para S. Facundo ou Vale Zebrinho depois da descida tem uma curva onde se apresenta lá um buracão, alto lá com ele. Mas tem mais, não é só este.
Circule com precaução se vier para estes lados porque sinais não há.
Um utente desta estrada.

Anónimo disse...

Pois até aqui não havia necessidade deles lá passarem, não havia eleições, como também não sabiam, ninguem lhes disse? também não havia interesse...mas como já se vai chegando o tempo da colheita (votos) pode ser, como têm que lá passar, que reparem e seja essa a oportunidade, de fazer a sementeira, e o povo ainda agradece, só neste cantinho a beira mar plantado, como dizia o outro "não havia nechichidade!..

Cidadão abt disse...

Para "ambos" os três caríssimos anóninos! É útil que estas infelizes vergonhas atravessem fronteiras e cheguem longe, ao conhecimento de todo o mundo e de toda a gente!

NO CASO, OS ACESSOS AO VALE DE ZEBRINHO, E DE SÃO FACUNDO Á BARRADATambém é bom que vocês, anónimos e não anónimos se vão manifestando para que estes protestos de todos nós ganhem consistência e matéria de facto, porque sempre se ouviu dizer; ... quem cala, consente!
Quanto ao povo, habitua-se a ficar eternamente agradecido com beijinhos, abraços e uns brindes logotipados pelo meio.
A seguir é que é o delas!
Dos impostos não nos livramos sobrando apenas para grandes monumentais obras de fachada!
O essencial cai no esquecimento... São as etares, são as rodovias e a piscina do Hotel que não tem conserto, as ameias do Castelo a degradarem-se os postos médicos a encerrarem e por aí adiante!
Cá se vai andando,
com a cabeça entre as orelhas!

Aqui - Ali - Acolá disse...

Com Catano é cá com cada Avenida que nem é preciso acelerar o Popó para ele deslizar por estas catacumbas fora.

O alcatrão derreteu-se ou foram as pedras que cresceram?

Talvez o alcatrão regresse e as pedras encolham quando estiver próximo o mês de Outubro.

É que nessa altura como já é uma nova estação e com as primeiras chuvadas costumam rebentar novas sementeiras, mas tem que ir lá ao caixote por o papelinho, promessa é promessa, Fátima está cheia delas mas milagres, nem vê-los!..

Haja saúde e força na tecla até partir o teclado.

shentma;- esquisiti-se hein..

Cidadão abt disse...

Aqui-Ali-Acolá!Resta-nos ter Fé e viver da esperança, mas não nos silenciemos!
Será que...aqueles que nós lá vamos colocar pela queda da folha, seguirão as "maravilhosas" políticas sociais dos presentes?
"Para melhor...
Está bem, está bem...
Para pior... já basta assim!"