.

.

Este militante anti-cinzentista adverte que o blogue poderá conter textos ou imagens socialmente chocantes, pelo que a sua execução incomodará algumas mentalidades mais conservadoras ou sensíveis, não pretendendo pactuar com o padronizado, correndo o risco de se tornar de difícil assimilação e aceitação para alguns leitores! Se isso ocorrer, então estará a alcançar os seus objectivos, agitando consciências acomodadas, automatizadas, adormecidas... ou anestesiadas por fórmulas e conceitos preconcebidos. Embora parte dos seus artigos possam "condimenta-se" com alguma "gíria", não confundirá "liberdade com libertinagem de expressão" no principio de que "a nossa liberdade termina onde começa a dos outros".(K.Marx). Apresentará o conteúdo dos seus posts de modo satírico, irónico, sarcástico e por vezes corrosivo, ou profundo e reflexivo, pausadamente, daí o insistente uso de reticências, para que no termo das suas análises, os ciberleitores olhem o mundo de uma maneira um pouco diferente... e tendam a "deixá-lo um bocadinho melhor do que o encontraram" (B.Powell).Na coluna à esquerda, o ciberleitor encontrará uma lista de blogues a consultar, abrangendo distintas correntes político-partidárias ou sociais, o que não significará a conotação ou a "rotulagem" do Cidadão com alguma delas... mas somente o enriquecimento com a sua abertura e análise às diferenciadas ideias e opiniões, porquanto os mesmos abordam temas pertinentes, actuais e válidos para todos nós, dando especial atenção aos "nossos" blogues autóctones. Uma acutilância daqui, uma ironia dali e uma dica do além... Ligue o som e passe por bons e espirituosos momentos...

quinta-feira, 16 de abril de 2009

ERAM CINCO, OS MARFAGRIFINHOS…


ERAM CINCO,

MARFAGRIFINHOS…


Eram quatro marfagrifinhos… chamados Todagente, Alguém, Qualquerum e Ninguém.


Havia uma tarefa importante para fazer e Todagente tinha a certeza de que Alguém o faria!


Qualquerum poderia fazê-lo, mas Ninguém o fez…



Alguém se zangou, porque seria um trabalho para Todagente!



Todagente pensou que Qualquerum podia tê-lo feito…

...mas Ninguém constatou que Todagente não o faria…



No fim, Todagente culpou o Alguém, quando Ninguém fez o que Qualquerum poderia tê-lo feito.


Foi assim que surgiu o Deixándar, um quinto marfagrifinho… para evitar todos estes problemas!!!


11 comentários:

Aqui - Ali - Acolá disse...

Olá amigo Cidadão abt por aqui hoje?

Eu a pensar cá para com os meus botões que vc andava numa de pedómetro semanal mas afinal enganei-me e eis, que aqui surge pela calada com um post Altamente sofisticado.

Cum Raio vc arranja com cada apelido para esta gente trabalhadora que não é merecedora de tal!..

Depois apresenta aqui cada foto mais linda que até dá cobiça visitar estes locais, mas será que isto é arquitectura da nova geração? Pelos vistos que sim, pois à tanto tempo que isto está por lá assim acho que é para ficar, temos aí este ano a caixinha das surpresas à porta para pôr lá o papelinho e isto já é uma contemplação de nova obra para o regalo dos nossos olhos.

Pois por isso é que eu agora sei que existe o Deixándar que é o novo supervisor de tão afamadas paisagens.

O meu gato, é que tinha razão e eu não acreditava nele.

Veja lá caro cidadão abt que o mafarrico deu em saltar daqui à conquista de novos horizontes e eu tão preocupado com ele dei voltas e mais voltas e nada, não o encontrei, bem, disse eu cá para comigo:

Querem ver que este mafarrico deu o slite para o estrangeiro, o gajo por certo que emigrou agora tenho que arranjar outro tão bom como ele mas onde pensei eu!..

Qual não é o meu espanto que estando eu já no vale dos lençois a bater sorna muito bem quando ouço um arranhar na porta da rua que ao abri-la era o gajo que vinha todo torcido e cheio de picos com borbotos tipo carraças agarrados ao pêlo que foi preciso quase pô-lo na
máquina de lavar para o gajo ficar limpo e de pelo luzidio.
Depois perguntando-lhe por onde ele tinha andado aquele tempo todo que fartei-me de procurar por ele e não o encontrei.

Diz-me ele:
Oi meu dono, que sofrimento o meu, fui dar uma volta grande pelo museu ajardinado cá da Aldeia (ffff) da cidade e ao chegar à parte quase norte desse local, aproximei-me perto da beira do inexistente muro atijolado e Catrapumba, aí fui eu a rebolar por aí abaixo até quase lá ao fundo onde passa a estrada, estou aqui que nem posso meu dono, ajuda-me a tratar estas mazelas todas que nunca mais saio daqui sem te dizer para onde vou.

Pois é meu safado, querias mel à noite não é, mas apanhaste sal e pimenta, agora já ficas a saber que aquilo é uma armadilha do Deixándar e qualquer um cai naquela ratoeira ok? Certo meu dono, nunca mais vou para aqueles lados, agora ponho-me à janela durante o dia e, quando vir passar os braços de trabalho cá do município desta Aldeia (miau) desta cidade digo-lhes:

É trabalhadores, vejam lá se para pôr um tijolo são precisos 5, um a trabalhar e quatro encostados à Bananeira, e o meu dono aqui a fazer das tripas coração todos os meses para esticar a corda e ela cada vez mais encolhida, tal na está a molenga hein..

Pronto bichano, agora já sabes o que tens a fazer, nada de aventuras românticas à noite em sítios daqueles que mais parecem as catacumbas do século 10.

Haja saúde e boa disposição com bons flashes como estes aqui postados.

Isto é o que se chama uma maravilha da natureza, pois não é para qualquerum visitar porque agora começa-se a pagar mais um imposto para ver estas célebres ruínas cá da famosa Aldeia (Humm)da cidade.

balifing - que tijolo este hein!

heris - mais outra hein..

Artur :) disse...

É exactamente isso! Dentro dos vários ângulos de análise, vai bater sempre no mesmo problema!
Não esquecer que parte desse "desmazelo" inicia-se na acção do vandalismo urbano.
Gostei da oportunidade.

Tramagalense disse...

Boas Cidadao

Muito bem explicado este intrigante caso. Sem duvida que sera' necessaria uma eficaz investigacao sobe o caso dos marfagrifinhos. Talvez o El Comandante tenha mais um projecto na manga e quem sabe mais uma taxa ou uma tarifa?

Saudacoes Tramagalenses

Maria Marques disse...

Oi Cidadão abt !

Os mafagrifinhos andam mesmo distraídos!Nem a mosca lufa-lufa nos vale!
Resta-nos o atento cidadão abt.
Pode ser que o marfagrifinho Deixa andar sofra um "abanão"ao passar cá pelo blog do "cidadão".

Parabéns mais uma vez pela modo brincalhão e inteligente de se expressar.
Maria Marques

Cidadão abt disse...

Eiiiaaa pááá!Cá o Cidadão vai-se ver à rasca para conseguir responder convenientemente a todos estes comentários em catadupa!!!
Oportunamente irá fazê-lo, c'agora nã pode!
Obrigado pela atenção!

Joaquim disse...

Muito bom!
Será agora que dão um jeitinho nas coisas lá do castelo e do São Domingos?
Começo a ter fé em si e no Aki-Ali-Akolá!
Digo o mesmo:
Força na tecla!

Cidadão abt disse...

Pois é... caro Aqui-Ali-Acolá, estas postagens são espaçadas por uma semana devido a várias razões, a primeira das quais por motivos profissionais que absorvem bastante tempo útil cá ao Cidadão! Segundo, para que cada post seja degustado e digerido com calma e pela maior quantidade possível de ciberleitores ao longo da semana,pois há aqueles que não terão o acesso facilitado à net, devido ás limitações dos contratos com os servidores, ou porque só sazonalmente terão acesso ao hardware, em cursos ou outras permissividades... também porque uma sobrecarga de textos com este calibre,indutores de raciocínio, reflexão e repetição da sua leitura, retirando diversas e consequentes conclusões, contendo por vezes diversificadas correntes de raciocínio, umas mais subliminares do que outras, tal sobrecarga provocaria o desinteresse nos seus potenciais leitores. Além destes dois factores, também há que criar espaço para que estas mensagens alcancem quem de direito, como Bruxelas, segundo já se constou... noutra ocasião... ou assim mais ou menos, para que todomundo saiba!
Voltando a Bruxelas, já reparou que, se El'Comandante conseguir "guia de marcha" para lá, ainda vai dar com estas cenas???Eh!Eh!Eh!
A propósito porque será que tudo junto se escreve separado... e separado se escreve tudo junto??? É uma "coisa" que sempre fez cá uma confusão ao Cidadão! Poderá ser um problema de existencialismo! Bom, bom... prosseguindo,também assim, cá o rapaz tem oportunidade de ir consultando a blogosfera linkada e ir despejando bitáites, que os outros também merecem a nossa atenção!
Quanto ás fotos cá o Cidadão tem um grande defeito:
É perfeccionista, e então quando pega num assunto, anda a aperfeiçoá-lo até ao limite das suas capacidades. Quem conheça este praça, bem o confirma!Vamos ver se os Próximos Commandantes, ao lerem estas cenas maradas, darão mais importância ás pessoas do que ás fotografias, porque para fotografia já encherão as barriguinhas com os blogues cá da tropa!
Com que então o Aqui-Ali-Acolá diz que o seu gato preto baldeou de calhostras encosta do Espinhaço do Cão abaixo!!!Olhe veja bem que os gatos caem sempre de pé! São os gatos e as Katiuskas... aquelas bonequinhas que saem umas dentro das outras!!! Algo de estranho se passa com o bichano... e diz que o felino lhe aparece em casa ás tantas da noite carregadinho de carrapetas??? Olhe veja bem que o bichano anda mas é, a "meter-se na erva"!!!
Ora bem cá o Cidadão terá que arrecadar a Gata Cristie, porquanto sabe-se lá o que o seu bichano é capaz! De momento anda mui sossegadinha e entretida, a dar educação a dois filhotes, como poderá constatar aí por esse quadradinho à esquerda!Não senhor não são pretos nem têm malhas escuras!
A propósito... com tanto deambular encosta abaixo... o seu gato preto não gostará de Cherne???
Pufff que estes bitáites já vão longos!
Cumprimentos ao miau!

Cidadão abt disse...

Agora vamos ao Artur!
De facto, como afirma, parte desta destruição não se deve apenas ao desmazelo e ás forças da mãe Natureza, mas também a outras forças! A força daqueles que durante o dia fazem pouco ou nenhum e durante a noite se entretêm a estragar e a mandar abaixo o que é de todos nós! Será precisamente nesse prisma que cá o Cidadão se propõe construir o próximo post!
Como o amigo o dá a entender, de uma forma subliminar e de acordo com a interpretação individual de quem lê, já neste artigo é passada tal mensagem!
Obrigado pela sua visita!

Cidadão abt disse...

Ó Maria Marques! Isso até rima!
Mas por aqui não há rima... quer-se dizer... até se lh'arrima, mas noutros rumos! Torres e cenas assim... tá a ver?
O Lufa-Lufa de momento desenvolve-se mais nas partes baixas... junto aos coliformes!
Mesmo assim nos últimos tempos vão-se confirmando os efeitos de tais febres!

Obrigado pela observação
feita cá ao Cidadão!

Cidadão abt disse...

Deixe prá lá, seu TramagalenseVai ver que "El Commamdante" ainda será seu vizinho... Cherne... desde que haja cherne por essas paragens... geográficamente mais a sul. Lá virá outro para o seu lugar que nos vai livrar e abolir das ditas cujas taxas e tarifas... ACREDITA?

Cidadão abt disse...

Ah! Sr. Joaquim!Realmente cá o Cidadão ainda se lembra da sua primeira intervenção, mesmo a estrear esta caixinha dos pirolitos!
Bastante céptico... sabe que isto da net, como cá o Cidadão e outros comentadores já o afirmaram éne vezes, dá a volta ao mundo em três segundos!!! Enquanto que um jornal necessita ser distribuído, comprado e procurado, esta cibertecnologia entra em nossas casas a todo o momento... é só ligarmos os reactores!
Logo só não sabe quem não quer... ou quem não pode... porque, infelizmente uma grande parte das pessoas têm as suas restrições económicas, ou desconhecem estes mecanismos, entregando o ciberespaço aos putos, que fazem dele o que bem entendem, como participar em fóruns de chacha, ou jogar on-line até arrasarem com os nerrrrvos! A propósito de Joaquim, que rima com Tim.. cá o Cidadão teve um Tim!
Tim, o lagostim do rio! Vivia num aquário só para ele, mudava a casaca frequentes vezes, e interactivava cá com a malta de caselas, dando uns toques no vidro com suas tenazes... olhe, sabe o que lhe digo? Passámos belos momentos de relax, à custa do bicharoco!
Nunca disse uma asneira... portava-se mesmo bem, o coitado! Até que certo dia... passados uns anitos... morreu... Foi triste para quem ama a mãe Natureza! Mas ficou na memória de todos nós...
Tim, o lagostim!...
(...................)!


Ah! Voltando ao momento, obrigado pelo incentivo, na parte que toca cá ao Cidadão!