.

.

Este militante anti-cinzentista adverte que o blogue poderá conter textos ou imagens socialmente chocantes, pelo que a sua execução incomodará algumas mentalidades mais conservadoras ou sensíveis, não pretendendo pactuar com o padronizado, correndo o risco de se tornar de difícil assimilação e aceitação para alguns leitores! Se isso ocorrer, então estará a alcançar os seus objectivos, agitando consciências acomodadas, automatizadas, adormecidas... ou anestesiadas por fórmulas e conceitos preconcebidos. Embora parte dos seus artigos possam "condimenta-se" com alguma "gíria", não confundirá "liberdade com libertinagem de expressão" no principio de que "a nossa liberdade termina onde começa a dos outros".(K.Marx). Apresentará o conteúdo dos seus posts de modo satírico, irónico, sarcástico e por vezes corrosivo, ou profundo e reflexivo, pausadamente, daí o insistente uso de reticências, para que no termo das suas análises, os ciberleitores olhem o mundo de uma maneira um pouco diferente... e tendam a "deixá-lo um bocadinho melhor do que o encontraram" (B.Powell).Na coluna à esquerda, o ciberleitor encontrará uma lista de blogues a consultar, abrangendo distintas correntes político-partidárias ou sociais, o que não significará a conotação ou a "rotulagem" do Cidadão com alguma delas... mas somente o enriquecimento com a sua abertura e análise às diferenciadas ideias e opiniões, porquanto os mesmos abordam temas pertinentes, actuais e válidos para todos nós, dando especial atenção aos "nossos" blogues autóctones. Uma acutilância daqui, uma ironia dali e uma dica do além... Ligue o som e passe por bons e espirituosos momentos...

terça-feira, 2 de junho de 2009

A GALENA



A GALENA

Num destes dias cá o rapaz seguia o seu pedestral caminho de galena espetada no aurículo, quando lhe soou o Paulo Gonzo debaixo d’água, borbulhando uma maçadora e insistente cantilena!


Alguém lhe deve ter dito que lá no fundo, bem no fundo era um tipo porreiro…


Mas isso são outras paradas…

Suspenso o sustenido, vai o falante de despejar paroles, que a EDP protege as colónias de morcegos, as populações de lontras e até de sobreiros, vejam bem!

E para onde foi que fugiu a mente perversa cá do Cidadão?




Para as Arreciadas…






Vejam só!




Porque será que o rapaz tem estes achaques de escrever em letras vermelhas e gordas?

Questionarão vosselêncas…

Porque a certa altura leu num manual do blogger que escrevendo a vermelho seria uma agressão visual para quem o lesse, sendo as garrafais, uma chamada de atenção para algo que não passasse desapercebido.


Depois, os idealistas que escreveram o dito cujo manual também aconselhavam evitar este tipo de achaques pois iriam sobrecarregar a abertura do blogue, consumindo maior quantidade de tráfego…

Ora bem, como o Cidadão quer agradar ao administrador destas cibertretas e para que não lhe apaguem o “coiso” devido ás cachopas em trajos menores que linka de quando em vez… e qualquer dia algum delicado ciberleitor poderá assinalar cá a chafarica dando raia…





truz!

Vai colaborando para um maior consumo de tráfego no seu servidor da Net ou lá como se chama esse tipo… resultando numa facturação um caxixinho mais elevada!

Eh! Eh! Eh!

Sacanagem!

Ah! Onde é que ia?!

Nas Arreciadas…


…Vá Cidadão… comporta-te, senão ficas com a caixa de visitas a zeros…

Prontos, é que nessa aldeola de risco ao meio, freguesia de São Miguel do Rio Torto, concelho de Abrantes, distrito de Santarém, de Portugal desta extremidade da Comunidade Europeia onde nos idos anos setenta tinha o restaurante campo de tiro e os parodiantes de Lisboa puxando pelo cardápio… raios!

Emerge novamente o subconsciente…

Passam por lá uns cabos de alta tensão que zumbem como abelhinhas!

as REN!


Radiações Eléctricas Nacionais…

As linhas eléctricas fazem um ruído que se revela mais em tempos húmidos, de nevoeiros ou chuvosos, através da ionização do ar da vizinhança, o chamado “efeito coroa”.


Sob precipitação copiosa, estava cá o rapaz a abrigar-se num daqueles chapéus de chuva de treze varas para cotas, com o ponteiro metálico dirigido para as cablagens que lhe passavam por cima dos cabelos quando, acidentalmente aproximou o polegar ao trinco, junto ao punho curvo… foi fixe! Era noite, quando dali nasceu uma faisquita azul, qual vela de motorizada!

Fez…

zzzziit…


zzzziiiit…

zzzziiiiiit!

Inté umas cóceguinhas!

Neste ponto da situação, cogitou cá o Cidadão…

“Debaixo de radiações electromagnéticas, como estas populações se sentirão tão electrizantes!”

Expostas ao risco de leucemia e cancro cerebral… nada de mais,,, tudo o que não seja H1N1, H5N1, ou a Encefalopatia Espongiforme não tem peso na matéria… ainda se prejudicasse o sonar de uma população de morcegos ou perturbasse o acasalamento harmonioso das colónias de lontras…


Comme si, comme ça.

Problema mesmo, é que nem prejudica os sobreiros!

Galerias ripíclas… ná!

Aves rupícolas… Népias!

Depois, temos a coisa que se segue:

“Qualidade de serviço da RNT

A REN Rede Eléctrica tem por objectivo a manutenção e a melhoria da qualidade do serviço que presta através de um planeamento adequado da construção de novas infra-estruturas, de um investimento na renovação das linhas e subestações mais antigas e de políticas e estratégias de manutenção adequadas. A utilização eficiente de recursos técnicos e humanos na operação e manutenção da RNT, permite também o alcance de objectivos como a segurança da RNT e a garantia do abastecimento contínuo.

A Qualidade de Serviço prestada pela REN no fornecimento de energia eléctrica sãos consumidores situou-se em 2008 num patamar elevado, com o conjunto de indicadores gerais de continuidade de serviço a posicionarem-se em níveis semelhantes aos das melhores empresas congéneres europeias.”

Se quiserem saber mais… procurem, catano!!!

Para quê… alarmismos?


Mas ca ganda filme!


Questionará o ciberleitor, sobre o que será a galena…

A galena é uma das espécies de sulfeto de chumbo com princípios radioactivos…

Radioactivos porque em tempos de antanho sob os auspícios da velha cavernosa, todo o cidadão que possuísse um isqueiro, necessitaria de licença de uso e porte… e se fosse detentor de um aparelho de rádio, ser-lhe ia atribuído um número de série e teria que pagar a respectiva taxa de radiodifusão… quer-se dizer… se tivesse três aparelhos, pagaria três taxas!

Ainda bem que são cenas do passado… hoje em dia estas práticas abusivas seriam impensáveis!

Daí até ao pessoal pegar num enrolamento de fio de cobre com quinze metros, atar-lhe um pedaço deste minério e ligar-lhe uns cristais de chumbo para não ser sugado pelos serviços estatais… ia um truz!

Aí vão os ingredientes…

Uma base de madeira com 25cm X 25cm, um tubo de papelão tipo carrinho de linhas, com 7,5 cm de diâmetro X 8 cm de comprimento… outro tubo de papelão com 5,5cm X 3cm, um cristal de galena, um capacitor de.002 Microfarads… um fone de ouvido de alta impedância com o mínimo de 1 kohms… um eixo de sintonia, bornes para conexões, soquetes de válvula, solda, um fio de cobre de 15 metros com 24 a 32 AWG e parafusos diversos.

Para quem tiver dúvidas, segue-se o grande esquema!


Prontos! Por hoje chega.



16 comentários:

Maria Marques disse...

Ora!Querem ver que o cidadão abt perdeu o juízo'?
Agora deu em criticar os pobres coitados da REN!Não pode ser!Eles também pertencem a uma casta de intocáveis! Veja lá no que se mete!
"lol"
Essa treta de gente que morre para aí com cancro não interessa!Haja money money e os outros que se "lixem".
É o país que temos.Resta-nos a coragem de alguns(incluindo o amigo cidadão abt .
Um abraço e...continue a meter-se com as castas porque pode ser que sofram um abanão.

Maria Marques

Portugal e o Mundo disse...

Viva Caro Cidadão abt boa tarde, este calor tem-me posto quase a pão e água xiça que isto é de pôr os neurónios fora do lugar, o mundo está todo roto e é bem verdade mas cá vamos cantando e rindo, mas não como dantes (levados levados sim, etc. e tal).

Agora respondendo ao sem comentário ainda sobre os comentários que ficam no escuro como breu, eu sinceramente não entendo o que se passa.

Antes como lhe reportei esse caso, eles defacto também me apareciam assim como vc diz:

Cidadão abt disse.., mas depois que eu nas definições alterei o modo de poderem ser vistos eles aqui aparecem todinhos e bem visíveis tal como vc aqui tem no seu blog, ou seja, comentários ao lado esquerdo e a caixa para comentar ao lado direito que é o modo de página inteira, se eu quisesse o modo pop-up eles apareciam em cima com a caixa de comentar no fundo, não entendo a razão de tal coisa amigo.

Como lhe cito, tudo o que vc tem comentado está cá bem visível igual ao modo que vc aqui tem, o que se passa para isso acontecer como me conta é que eu não sei explicar.

Mas isto há-de ter solução de alguma parte, resta agora dar mais umas voltas para ver o que se passa.

Marchar debaixo de 37,5º graus e pensar que se tratava de Andropausa precoce cuidado com isso, ás vezes quando existe muita exposição ao sol existe sensações dessas (segundo blá blá blá médico).

Galenas:

Bons tempos que passei de roda disso, antenas de várias formas, em cima do telhado e fora dele, esquemas e mais esquemas e era até ás tantas da matina de roda daquilo tipo cientista louco.

Era uma alegria quando fazia um esquema novo em que com mais peças adicionadas filtrando os postos que estavam uns em cima dos outros lá se conseguia ouvir melhor aqueles postos mais fortes, depois apareceram esquemas com alimentação a pilhas e aí a coisa mudou um pouco até que apareceu os rádios de onda média e curta onde a alegria era quase loucura, em onda curta a ouvir o Brasil, a rádio Praga, etc. nem calcula eu e irmão de roda disso todas as noites até ás tantas que, de manhã ao acordar para ir trabalhar até os olhos estavam inchados com sono, tempos que já não voltam.

Este esquema que vc tem aqui no final já era um pouco mais avançado
naquela época, antes bastava uma antena na horizontal ou em ângulo recto o maior possível, com um detector fixo ou variável, uns auscultadores de alta impedância ligados um fio à antena e outro a uma boa ligação à terra que logo se ouvia os postos todos juntos, aqueles mais fortes se sobressaiam, depois apareceram este tipo que vc aqui tem mas com um condensador variável para se poder separar os postos e por aí fora até aos primeiros rádios a pilhas de 9 volts.

Quanto ao principal do seu post, que mais se pode dizer sobre tal?

Está lá tudo dito para quem tiver um pouco de cabecinha.

As REN dizem tudo mas a dispersão como é feita neste malfadado país, isso é coisa que não interessa aos incautos que cometem estas barbariedades de morte porque a isto, se pode chamar sim uma morte precoce anunciada de uma Andropausa maquiavélica dos srs. Glutões que pouco se importam com o que vai por este país fora.

E assim cá vamos cantando e rindo, mas não levados pelas vozes de sons impostores.

Já agora, se puder diga-me quando comenta se aparecem lá ainda os códigos marados para inserir na caixa de verificação de palavras ok?

Não pense em Andropausas que isso é coisa para outras histórias, talvez um post sobre isso que tal?

Boa ideia, talvez isso apareça..

Cidadão abt disse...

Caro Portugal e o Mundo...

Tais exposições ao Sol traduzem-se em insolações!

Será esse, um belo argumento para os REN e os EDP's descalçarem a bota e justificarem a situação.

Por lá argumentarão:

"O Cidadão abt entrou em lirismo!"

E o lirismo leva ás visões de palmeiras, sombras, água onde não existe, oásis!

Para o caso, seria o ideal... mas infelizmente, não!...

Eles estão mesmo lá,

Por de cima dos telhados...

E não deixam dormir os meninos...

O soninho... descansados!

Sabe que, os "Estudos de Impacte Ambiental só pesam e fazem moça nos piquênos!

Hoje em dia, também se constroem antenas a partir de uma lata de fruta em calda, para captar o sinal da Net!

Com essa cantilena, o amigo dá jeitos de ter andado na Mocidade Portuguesa...ou na Legião... uns escuteiros talhados aos moldes da velhinha cavernosa!

Eh! Eh!

Quanto à Andropausa, ainda bem que há quem sossegue cá o rapaz!

Uuuuffff!

Obrigado pelo feed-back!

Cidadão abt disse...

Maria Marques.

Este tipo de situações é mesmo impensável numa sociedade que se diz respeitadora dos direitos humanos... só de loucos!

Mais gente há por estas bandas que refere a situação da auto-estrada eléctrica por de cima da povoação das Arreciadas como sendo um atropelo aos direitos fundamentais da população local!

Ressalvando excepções, impressionante mesmo é a passividade com que os residentes das Arreciadas encaram a situação, contrastando com as populações de Silves, Agualva, S.Marcos, Belas ou Rio de Mouro.

Será uma questão de juventudes desinteressadas pela defesa do seu futuro e dos seus direitos, ou por outro prisma, será por ventura uma questão de consciencialização social... de falta de capacidade de mobilização... ou simplesmente, tratar-se-à da nulidade de voto perante as prepotências mais que evidentes?

Aproveitamento da fadiga política da população?

Ou "Arreciadas" pertence ao passado, e as gerações emergentes tencionam fazer vida noutras paragens?

Lá que aquilo salta ás vistas, lá isso salta!

Algo de estranho se passa!

Tramagalense disse...

Boas Cidadao...

E' na verdade um caso que demonstra a passividade do povo portugues. Nunca se diz nada, nunca se protesta (a nao ser atraves dos sindicatos e do PCP), deixa-se fazer tudo, pagam-se as taxas e as tarifas sem piar, vota-se fielmente, adoece-se em silencio e morre-se em agonia.
Assim e' a triste sina do nosso povo e do nosso pais. Por vezes sinto-me triste pela forma como nos deixamos conduzir, submissivamente, sem pestanejar... e claro aqueles que elegemos para determinadas posicoes ou cargos, estao-se nas tintas para quem os elegeu. Lamento dize-lo, mas penso que seremos sempre um pais adiado e um povo esmurecido e sem alma.

Saudacoes Tramagalenses

Portugal e o Mundo disse...

Caro Cidadão abt.

De novo aqui presente para lhe dizer que afinal vc desabou por aí abaixo e não respondeu ao que lhe perguntei pelo que (repito de novo).

-------------------------------------
já agora, se puder diga-me quando comenta se aparecem lá ainda os códigos marados para inserir na caixa de verificação de palavras ok?

E também se já lhe aparece os comentários como aqui está no seu blog.

---------------------------------

E esta hein!..

Com essa cantilena, o amigo dá jeitos de ter andado na Mocidade Portuguesa...ou na Legião... uns escuteiros talhados aos moldes da velhinha cavernosa!
-----------------------------------

Quê lá isso?..

Mocidade Portuguesa ou na Legião?

Cum Catano, a inquisição usos e costumes dessa tropa nunca foi cá farda deste rapaz, nem por sonhos.

A farda que assentou cá no meu cabedal foi outra, uma que era obrigatória, coisa que agora não existe, assim como as mordomias actuais onde é para muitos um luxo andar com as actuais.

Pudera, comer, beber, vestir, calçar, boa dormida, ao fim do mês ordenados chorudos e nada fazem quer vida melhor?

Por cá estão as marcas de quem muito passou em outras quimeras da imposição, e é por tudo isso que a revolta há-de estar dentro do meu espírito humano para que a voz não me doa enquanto puder, e quando hoje em dia olho para o fandango que se dança neste país, nada tem de comum ao que por cá passou.

Fala a voz da liberdade enquanto ela não for silenciada à força mas não confunda com aquela voz que dizia assim:

Aqui Rádio Argel - Portugal não fala verdade, lembra-se disto?

Bem, o livro é muito extenso para se ler e, por aqui me fico sem ter nada a ver com Mocidades Portuguesas ou Legiões Portuguesas
porque isso, era obra de paus mandados e até de paus de cabeleira coisa que a mim sempre me repugnou.

E sem rumo a mais historial por agora, espero que me responda à pergunta que lhe fiz (Okapa) - coisa que até era a minha especialidade no tempo de outra farda, veja se entende o que vai a seguir e depois responda se souber:

. ..-, . .-. .-, -. ., - .-. .- -. ... -- .. ... --- . ..., -- --- .-. ... .

As virgulas separam palavras.

Aguardo resposta.

Cidadão abt disse...

Caro Tramagalense,

A desertificação das nossas povoações aliada ao desinteresse das nossas juventudes pelas causas sociais, potencializa este tipo de situações!

Há no entanto algumas bolsas "vivas" de juventude, que põem em guarda a hipótese de tais intentos.

O caso concreto da vila do Tramagal!

Cidadão abt disse...

From Portugal e o Mundo



Ora bem... depois de um ensaiozito na sua caixinha dos pirolitos, desapareceram os tais códigos marados mas continua a não se visualizar o comentário por debaixo dos post, só se lendo se entrar própriamente na caixa de comentários! Entretanto apareceu por aqui, outro código!
O Morse tanto poderia ser emitido por sinais sonoros de apito ou tambores, por sinais de fumo de onde foi colhida a idéia, ou até por sinais de luzes através de uma lanterna o com o farol apropriado, o Homógrafo.

In the Navy!

O "d" não será -. mas -..

"Transmissões" escreve-se com três "ésses", tal como "Vilelas" se escreve com dois "éles"!

Ah! O amigo era disso!

Ãh...hã? Com os olhos inchados de sono? Nesses tempos não existiam uns Raibãnzitos?

A insinuação acerca da MP, foi apenas uma "buchinha" para induzir o diálogo! Se assim não fosse, isto seria uma monotonia, e não passaria de uma troca de monólogos silibáticos!

Boas!

Portugal e o Mundo disse...

Caro Cidadão abt, isto é que está uma molenga hen!..

Como me diz, a coisa continua aí desse lado sem ver os comentários, coisa estranha porque perguntei a outra pessoa que comenta aqui e ela diz que vê tudo correctamente, mas agora eu alterei para uma visão de janela pop-up assim como, acertei o fuso horário que não condizia com o de Portugal e tudo está (opoam), vc depois me dirá se assim já vê a coisa como deve ser ok?

Sobre a palavra Transmissões foi uma gafe, claro que se escreve com 3 ésses, assim como o d falta lá um ponto que foi outra gafe, esta coisa de tantos milhões de traços e pontos que passaram cá pela tola a várias velocidades ás vezes davam nisto, uma falha de vez em quando que até o mais sabichão lá do sítio naquele tempo também a tinha.

Não foi In the Navy! Mas sim (In the Army) - (transmission operator safety).

Coisa muito rigorosa na altura neste tipo de especialidade.

Quanto aos Raibãnzitos, explique lá isso por miúdos que não consigo entender ao que se refere sobre esta palavra!.

Ou isso já é o novo acordo ortográfico!..

-... --- --, .--- .- -. - .- .-.

Inté..



redlep - malvado código

capersh - outro ainda (xiça)

Cidadão abt disse...

From Portugal e o Mundo!

Os comentários lêem-se bem ao abrir a caixinha de comentários. Não se lêem quando incorporados no post!
Mas daí,
o málámén!

Quanto ás observações sobre as gaffes, foi apenas uma forma de cá o rapaz dar ares de quem percebe qualquer coisinha de Morses!

Os Rãibanzitos, são aquelas cenas maradas que hoje em dia os jovens aplicam nas faces para disfarçarem os olhos vermelhos e as olheiras, dando-lhes um ar bastante "intelectual", géneros "Pantera Côr de Rosa" após uma noitada de shots,em que elas ficam tão fatelas ao esconderem os olhos bonitos que Deus lhes proporcionou!

Aquilo até dá a ilusão de lhes ampliar os beiços!

Autênticos Blade Runner's!

Pois eram os tais de Ray-Bãn's horrorosos a que o Cidadão se referia!

Concerteza que nesses tempos o amigo não alinharia em tais vaidades pois os bancos ainda não vendiam dinheiro através de publicidade enganosa!
Não é que hoje em dia, com o buraco do Ozono, umas protecções à vista não nos façam falta!

Ah! Pois... o jantar já era!


Agora há que pensar na deita com as respectivas cházadas para combater os males que atormentam este praça e, no pequeno almoço de Sexta!

Será que os outros seguidores ficarão a ánhar com isto?

. .... -.-.--,
. .... -.-.--,
. .... -.-.--,


--. --- --- -.., -. .. --. .... - -.-.--

Paulo disse...

Caro Cidadão Abt peço desculpa por demorar a responder ao seu comentário. Obrigado ainda por seguir o meu blog com tanto afinco.

Quanto ao assunto que nos trouxe no seu post.. não podia ser mais apropriado!
Há uns dias que me anda o estômago às voltas quando vejo o anúncio da EDP.. Com todas as palavrinhas mansas que empregam, salvando populações de morcegos, aves e tralalá ..

Num país em que pretendem construir uma Barragem no último rio verdadeiramente selvagem da Europa (Rio Sabor)já nada pode ser encarado com estranheza, nem mesmo quando vêm estes tipos tentar provar que fazem tudo pelo bem das populações humanas e animais...

Só mais uma achega.. Há uns tempos trabalhei para uma empresa ambiental que de vez em quando é encarregue de fazer uns estudos de impacto ambiental.. Pois bem, da última vez foi na zona do Sabugal. Pretendiam construir um parque eólico e fomos encarregues de fazer o estudo de impacto abiental correspondente.. Apresentámos os dados recolhidos, incluindo observações de Abutre-negro, uma das aves mais ameaçadas do Mundo, mas de nada valeu. O parque acabou por ser construído e agora a nossa tarefa é acompanhar os efeitos negativos que surgem. Isto só para dizer que o dinheiro fala mais alto..e acreditem, nada tenho contra as energias renováveis!! Mas há que ter em conta o factores negativos que daí surgem.. não quero fugir muito ao tema, o que acabei por fazer, mas não podia deixar de expor aqui o meu desagrado em relação a toda esta situação..

Um grande abraço Cidadão!
Continue a mostrar os podres desta sociedade..

Portugal e o Mundo disse...

Caro Cidadão abt.

Sem ser aborrecido em insistir no mesmo assunto, apenas lhe peço que me clarifique melhor sobre isto, porque ou eu estou a ficar baralhado com isto ou é do tempo que me pôs as ideias fora do sítio.

É assim:

Vc diz assim:

Os comentários lêem-se bem ao abrir a caixinha de comentários. Não se lêem quando incorporados no post!
Mas daí,
o málámén!

-----------------------------------

Eu pergunto:

Quando vc diz que os comentários lêem-se bem ao abrir a caixinha de comentários está a referir-se que eles se apresentam assim como aqui no seu quando se clica na palavra comentários?

Quando diz a seguir que não se lêem quando incorporados no post, explique lá isso neste caso que aqui não estou a entender.

Resumindo em detalhe:

Na parte principal de cada post e onde diz Comentários clicando aí não se abre uma página igual à sua onde apresenta à esquerda os comentários de quem comenta e à direita está a caixa para nós escrever-mos o comentário e a seguir publicá-lo?
-----------------------------------
Essa do não se lêem quando incorporados no post é que me está cá a deixar marado da tola.
-----------------------------------
Se puder discriminar isto de outra forma agradeço, pois aqui eu estou bloqueado, xiça!..

Quanto aos Rãibanzitos, isso é coisa da liberdade fatela e até lhe posso chamar (rasca) que entrou nas gerações que por aí andam desordenadas sem miolos na mona, olhe, é coisa dos (Monos) actuais entende né?

A minha juvé foi de couve com feijão, pão de milho e trabalhar logo de menino e moço, mas foi trabalhar no duro quase de sol a sol, mudaram-se os tempos, assim também as vontades e outras coisas que a gente sabe por isso, é o que se vê por aí, tipo bando de pardais à solta, não meto tudo no mesmo saco mas, atrás duns vão outros.

Uns cházinhos bem delineados para cada mal é óptimo, o de marmeleiro ou o de figueira verde é o que muita gente precisava mas, para esses o chá da tasca e outros que rolam por aí ás escondidas é o que está a dar para os monos desta época.

Já agora decifre lá isto que não entendo da sua parte:

-.-.--,

Cum raio, acredite que isto nunca passou por mim ao longo de quase 5 anos!..

Está lá assim

. .... -.-.--,
. .... -.-.--,
. .... -.-.--,

Mas isto -.-.-- não estou a ver, ou faltam aí espaços e virgulas?..

Olhe já que se fala disto, vai aqui um endereço bom que talvez lhe convenha para esta coisa, tem lá o ideal para isto.

Aqui:

http://www.air-radio.it/morse.html

Depois diga se gostou.

-... --- .-, ... . -..- - .-

Cidadão abt disse...

Caro Portugal e o Mundo:

É assim;

Se abrir-mos a caixa de comentários para por lá deixar-mos outro comentário, aparecem todos os comentários escarapachados e legíveis á esquerda da janela. Tudo normal e certo!

Mas se quisermos ler os comentários ioncorporados no próprio post, ao clikar-mos no titulo do artigo, deveria abrir só o próprio artigo com os comentários abaixo desse, coisa que não acontece, só aparecendo por exemplo,

"O Cidadão abt disse:"

seguido de um espaço em vazio!


Outro exemplo:
Se fôr à página principal deste blogue, encontrará uns quantos post's abertos... mas se clikar sobre o título de um deles, abre apenas esse, seguido dos comentários que lhe lhe são correspondentes!

:) :) :) :) :) :) :) :)

Quanto ao morse,

. E

.... H

-.-.-- ! (ponto de exclamação)

logo a tradução será:

Eh! Eh! Eh!


Quanto à Sexta, obrigado pelos votos, está a sair-se um bocado chuvosa, mas ela faz por cá muita falta!

Boa Sexta também para essas bandas!

Cidadão abt disse...

Caro Paulo Alves!


É necessário recorrer a um "Furão" para o fazer sair da toca!!!!

Xiça!

O afinco com que cá o Cidadão abt acompanha o seu blogue não corresponde àquele com que o amigo Paulo Alves acompanha os comentários nele bitáitádos!

S'tá bem!
Não necessita de se justificar porquanto os factores que determinarão o seu distanciamento poderão ser mais que muitos!

De resto, obrigado por deixar por aqui a sua opinião.

Boas!

Portugal e o Mundo disse...

Caro cidadão abt.

Tudo entendido sobre o que vc esclarece aqui em resposta aos casos que eu expus mas, no caso em que vc reporta sobre os comentários quando se clica no título de cada post eles terem que aparecer no fundo de cada um e só aparece Cidadão abt dise.., eles estão lá logo a seguir no espaço em vazio só que, só serão visíveis se passarmos com o rato por cima onde a seguir logo se vêem, o problema de não estarem bem visíveis é de o fundo do blog estar a preto que não os deixa estar bem visíveis mas isso, já eu andei a vasculhar por todas as formas de definições nas cores de letras e não consigo apanhar lá o sítio certo para mudar a cor de letra para que estejam logo bem visíveis esse é que é o problema que não sei explicar a razão de não mudar a cor para sobressair do fundo preto ok?

Acho que me está a entender nisto que explico, apesar de ter mudado para este modo de página inteira para que possam ser bem visíveis, a coisa continua lá do mesmo modo mas por baixo do fundo preto, que ao passar com o rato por cima como atrás cito, logo se vêem os comentários, mas onde estará o mal para mudar a cor das letras?

Bem agora mudando de assunto:

Morse..

Do tempo em que isso passou por cá durante quase 5 anos, esses sinais nunca me foram dados como obrigatórios, ou seja, não faziam parte da escola de aprendizagem que me foi dada assim como a meus colegas da época mas sei que mais tarde foram introduzidos internacionalmente outros sinais na convenção do código morse (época em que eu já tinha saído do calvário), daí para diante desliguei-me disto e agora sei que existe muita sinalética nova que naquele tempo não existia por isso, a razão de eu lhe dizer para me decifrar isso.

Agora a seguir vai um cházinho preto com uma torrada de integral e manteiga vegetal (nada de gorduras animal) e depois fazer óó que por agora já são horas disso, o tempo mudou e o físico parece estar a dar sinal de mal estar de arrepios,

-... --- --, ... .- -... .- -.. ---

Maria Marques disse...

Caro cidadão abt!

Concordo consigo.Uma grande parte da nossa sociedade vai-se acomodando e pensa que não vale a pena lutar contra os poderosos.Enquanto isso acontecer,não podemos evoluir.
É preciso ter coragem para denunciar o que está mal mas vamos-nos alienando da realidade.Para comprovar,temos os altos índices de abstenção nas eleições.É claro que andamos desiludidos com os políticos mas não é enfiando a cabeça na areia que os problemas se resolvem.Eu acredito que há uma nova geração desperta para os problemas da sociedade(o comentário do Paulo Alves,dá-nos conta disso).Acredito nos nossos jovens.O problema está na quantidade de" velhos do Restelo"saudosistas ,que por cá abundam...
Dou-lhe os parabéns pelo seu espírito jovem e pela capacidade de se meter com as tais "castas"...

Um abraço da "cota"Maria Marques