.

.

Este militante anti-cinzentista adverte que o blogue poderá conter textos ou imagens socialmente chocantes, pelo que a sua execução incomodará algumas mentalidades mais conservadoras ou sensíveis, não pretendendo pactuar com o padronizado, correndo o risco de se tornar de difícil assimilação e aceitação para alguns leitores! Se isso ocorrer, então estará a alcançar os seus objectivos, agitando consciências acomodadas, automatizadas, adormecidas... ou anestesiadas por fórmulas e conceitos preconcebidos. Embora parte dos seus artigos possam "condimenta-se" com alguma "gíria", não confundirá "liberdade com libertinagem de expressão" no principio de que "a nossa liberdade termina onde começa a dos outros".(K.Marx). Apresentará o conteúdo dos seus posts de modo satírico, irónico, sarcástico e por vezes corrosivo, ou profundo e reflexivo, pausadamente, daí o insistente uso de reticências, para que no termo das suas análises, os ciberleitores olhem o mundo de uma maneira um pouco diferente... e tendam a "deixá-lo um bocadinho melhor do que o encontraram" (B.Powell).Na coluna à esquerda, o ciberleitor encontrará uma lista de blogues a consultar, abrangendo distintas correntes político-partidárias ou sociais, o que não significará a conotação ou a "rotulagem" do Cidadão com alguma delas... mas somente o enriquecimento com a sua abertura e análise às diferenciadas ideias e opiniões, porquanto os mesmos abordam temas pertinentes, actuais e válidos para todos nós, dando especial atenção aos "nossos" blogues autóctones. Uma acutilância daqui, uma ironia dali e uma dica do além... Ligue o som e passe por bons e espirituosos momentos...

domingo, 13 de dezembro de 2009

SINAIS DOS TEMPOS




SINAIS DOS TEMPOS


Como sinais inequívocos da evolução dos tempos, bué da mobiliários urbanos têm sido plantados nas artérias de Tubucci, incentivando ao consumismo fortuito dos seus queridos e populares concidadãos, numa tentativa de imitar a tão bela á beira Sena plantada... Paris!
???

Hilton?
Hilton, não!
Não se mostra mais abaixo do umbigo senão este post descamba para o devasso, havendo gente séria e de boas famílias a ler isto!

A Cidade-Luz das Gaulesas terras, c’até possui uma imitaçãozeca rasca do nosso minarete por altura dos Natais!


-Minarete? Mas que minarete???

-Sim, minarete... Porquê? Aquilo no cimo do morro não servirá para as populações se comunicarem... ou lá o que é?


-Pois, pois, mas não faz barulho como os da Helvécia!

-È um minarete sim senhora! E o nosso é muito melhor pois é silencioso, e um minarete assim não se encontra em qualquer sítio! Toma!!!


Como se deverão ter apercebido, isto não anda muito Católico entre o Cidadão abt e a Companheira...
Ela sempre a meter o bedelho em tudo o que este praça escreve, diz e faz... irra!
Ora bem, por Tubucci esses painéis publicitários apessoam-se nos mais diversos tamanhos.

Desde os pacarrichinhos pregados em gradeamentos de protecção aos peões, até aos enooormes que se designam por muppies.

Uns são como as estrelas que possuem luz própria, outros como a Lua cuja iluminação lhes é emprestada pelo Astro-Rei, estando posicionados em locais estratégicos, enchendo a retina aos passantes.
Sob a envolvência das trevas, enquanto uns se ficam pelo escurinho, outros acusam a sua presença através de iluminação fria, difusa e ténue!
Coisa linda, sim senhores!

Por exemplo, este painel está estratégicamente colocado á direita de quem sobe a Avenida do Paiol, forçando os atentos condutores a olharem nessa direcção, não lhes passando despercebido um terceiro veículo que entretanto dessas bandas se depare!
Eficaz, eficiente e mui inteligente!
Não, não é esse grande... é o mais pequenito!!!

Um cartaz que durante a noite possui o tal lampejar inocente que não se torna indiferente aos olhos do viajante. È de notar que essa iluminação poderá tornar-se útil quando a EDP (Electricidade de Portugal) não presta a devida assistência ás iluminárias da via pública que volta e meia se vão rendendo ás evidências dos usos e costumes!
Até chegou o dia em que pairaram duas naves espaciais sobre duas das rotundas de Tubucci!

Uma flutua sobre o altaneiro muro da rotunda em honra da Comunidade Abrantina, ali ao altinho da Avenida das Forças Armadas...
Outra evolui junto á Rotunda do Olival, para as bandas de Alf...
Uma coisa do outro mundo!

Aquilo é lindo!
Dois enormes plasmas ou lá como se chamam, emitem imagens mexilhonas, c’ até cá o rapaz pensou em adquirir um aparelhómetro idêntico para plantar na salinha de estar!
Seria uma afronta á vizinhança... que troca de televisor como quem muda de camisa!
Era a Companheira a tricotar, o Cidadão entretido a ver bonecos que assim nunca mais perderia tempo escrevendo e fotografando disparates para este blogue marado... e a gata Cristie de ôlho esbugalhado, esquecendo-se do cio por completo!

De facto... seria um sossego!
Um sossego para a vizinhança que deixaria de passar as noites em claro ao toque dos gatofónicos concertos (leia-se gatofonia), e vocês que jamais se preocupariam em consultar regularmente este site inconveniente, monótono e bué da chato em busca de algo que se aproveite!
Seria o Céu pelos feudos de Tubucci!
A propósito, cá o Cidadão tem pensado seriamente em cessar as actividades cibernéticas porque isto de atender ás sugestões do pagode fazendo bloguice de investigação conjugada com 90% a 100% de originalidade, sátira, ironia e etc, que agora não vêm á memória os outros termos adequados para classificar o coiso, requer muita dedicação, paciência e trabalho Q.B. !
Mas bom...vamos andando...
Ah!
Qual era o assunto em epígrafe???
Para os efeitos julgados convenientes, Q. B. não significará “Quinta do Bill”... mas,  “quanto baste”...
Ah! OS OVNIS!

À distância, aquelas maquinetas começam por apelar aos sentidos dos transeuntes que, sendo ajuizados condutores e pais de família, portanto uns cotas perfeitos, logo ficam com as libidos assanhadas e truncadas á maneira!
No aproxego ás rotundas, aquilo emite ondas hertzianas que, interferindo em determinadas frequências dos auto-rádios, fazem uns barulhinhos esquisitos mais ou menos assim: ZZZZZZiiiiiiiiZZZZZZfffffffffffffffffffffffffffffffffffffff, dando a impressão dos tais Étês querendo entrar em contacto com a gente... mas não devem ser... 
Para isso temos o minarete que nos resolve o problema!

Enquanto os garbosos papás e mamãs vão olhando para aquilo lá no alto lembrando um balão, os respectivos chiantes entraram em rota de colisão, uns no acesso ao circuito giratório e outros lá bem dentrinho!
 O ideal mesmo, seria espetarem naquelas cenas uns anúncios a oficinas de bate-chapa e pintura auto! E como a coisa ia de feição, uma publicidadezeca a companhias seguradoras céleres e sérias no pagamento de danos resultantes dos sinistros rodoviários, também dariam um jeitão, na medida em que não é fácil encontrarmos no mercado seguradora que reúna tais requisitos!
Isto se for de dia... porque se calhar á noite, o corrupio complica-se!
Têm uma iluminação tão intensa emitida por led’s, tungsténios, fluorescentes, halogéneos, ou o raio que os partam, que um cidadão fica vesgo de todo!

Aquilo flascha á maneira... ao ponto de se ficar a apalpar terreno, como sucede com o passageiro desta pick-up!!
È uma coisa do outro mundo que se nos introduz pelas vistas dentro!
Perante os factos qualquer farol de automóvel se torna insignificante!...
Não há máximo que lhe chegue aos calcantes!

Uma sistemática agressão visual na verdadeira acepção da palavra!
A intensa, brilhante e soberba luz multicolor varre as rotundas iluminando as prensas, as mós, os relvados, as florinhas e famílias inteiras em bronze!
È que nem as ratas passam despercebidas, carais!
Potenciam-se encontros imediatos de terceiro grau!
Recuperando a visão, temos uma oportunidade excepcional de toparmos as lindas caras larocas das condutoras que ficam carradas de engraçadas numa onda de psicadélico!
Aqui sim, até se pode dar um acidente!
Com as tecnologias avançando mais céleres que a respectiva jurisdição, compreende-se que haja um vazio legal no sector e uma fase de adaptação a novas realidades e á segurança de pessoas e bens, consequentemente ao encontro das necessidades populacionais!
Razão mais do que suficiente para que a autarquia Tubucciana fique de mãos e pés atados perante tão inusitada inovação, não encontrando base jurídica sustentável que evite os inevitáveis danos colaterais destes ofuscantes muppies publicitários...

-Ouve cá... estás a escrever que nem um desalmado sobre os OVNIS das rotundas enquanto consulto a legislação... e repara bem no que encontrei!

-Prontos! Cá temos outra vez a desmancha-prazeres da Companheira a meter o bedelho!

-Pões-te a teclar sem saberes o que escreves, perdendo o teu tempo precioso mas isso é bem feito! Para que não sejas ignorante e precipitado, ouve bem o que te vou ler em alta voz!

-Será? Mas será que um tipo não tem um minuto de sossego, sequer???

-Miaaaoooouuuuu!

-???

-E... mais esta que tem estado tão sossegada!

-Ora ouve;
“Não podem ser colocados nas vias públicas ou nas suas proximidades quadros, painéis, anúncios, cartazes, focos luminosos, inscrições ou outros meios de publicidade que possam confundir-se com os sinais de trânsito ou prejudicar a sua visibilidade ou reconhecimento ou a visibilidade nas curvas, cruzamentos ou entroncamentos, ou ainda perturbar a atenção do condutor, prejudicando a segurança da condução”.

-Onde encomendaste esse sermão?

-Aqui no Diário da República de 23 de Fevereiro de 2005... no nº 3 do artigo 5º do Capítulo I do Decreto-Lei nº 44!

-Rotundas! Nhã, Nhã, Nhã! Aí não cita as rotundas!

-Olha! Vai-te catar!

 Já viram isto! Ãh?
Ora bolas! Como é que a autarquia Tubucciana terá deixado escapar este artigo?

16 comentários:

Viagens no meu Planeta disse...

Ora boas tardes Cidadão.

Quanto a este post digo que as leis em Portugal às vezes parecem um pouco antiquadas. Talvez nessa altura ainda não se pensasse em anuncíos electrónicos ou na oportunidade de receita que esses anunúncios trazem ás autarquias. Vai daí, toca a contornar a lei e instalar anúncios por tudo quanto é sítio.
E assim vai o burgo.

Agora outro assunto, o das ovelhas. Li os artigos e fiquei elucidado quanto ao assunto e estou mais inclinado para a explicação dos gazes.
Estava em Aman nestes nestes dias mas não ouvi falar em nada, como não sei árabe ....

saudações

O Cidadão abt disse...

Olá, Tramagalense das Escócias e também dos Orientes!

Na verdade este artigo do Decreto-Lei que cá a Companheira desencantou, é bisneto de um outro dos anos oitenta, veja só!
Depois desse, houve um filho nos anos noventa e este netinho de 2005, todos eles contemplando o assunto em análise! Mais, o suporte do painel da rotunda do Olival choca com as regras urbanísticas de mobilidade humana, não deixando espaço suficiente para a circulação dos "rodinhas" de acordo com o postado oportunamente no... a ver se vem á ideia... "INFLUENZA DOISMILIDUZENTUS"!
Vai dai, aquilo deve dar umas massas jeitosas para a autarquia pois para além do aluguer do espaço há que ter em conta as taxas publicitárias que acarreta cada anúncio!Perante a galinha dos ovos de ouro, essas tretas da segurança passam para um plano bué da longínquo!
Pois, quanto à chanfana nos Orientes... só se o petróleo por ali estiver rente à superfície da terra... com tanto gosto por essas paragens, vai sendo tempo de o amigo começar a estudar Árabe!

Obrigado pela atenção dispensada!

Marcio12 disse...

Boas Grande cidadão...

De facto os enormes placares são uma afronta ao automobilistas que por ali circulam, já que a luz projectada é de enorme intensidade....

Mas como tudo tem um preposito e claro que os custos dispendidos nesse investimento terão um reves muito rapido tamanha é a quantidade de publicidades que lá são projectadas...

abraço

Joaquim disse...

já tinha comentado com o meu pessoal que o Cidadão devia andar distraído com este caso. Finalmente aí está o busílis da questão, lançado com o timbre que o tem caracterizado.
Desconhecia que houvesse legislação tão específica sobre a matéria o que leva qa querer que a edilidade nada se ralou com o reverso da medalha e com o grosso dos seus cidadãos.Parabéns pelo lançamento da questão.
Só agora descobri o seu "passo a passo" e a vossa faceta de caminhantes. isso sim, é que é pujança e um exemplo a seguir para muitos casais! Fotos espectaculares e paisagens magníficas!
Sem dúvida, invejo-vos, a si e á sua esposa, no gosto, na paciência e força de vontade ao arrancarem da cama e percorrerem as mais altas montanhas em dias invernosos! Fantástico!

O Cidadão abt disse...

Olá Márcio á dúzia!

A sua é mais uma "voz" consciente a juntar a tantas outras que se vêm indignando com esta situação um tanto ou quanto caricata, e se não fôr sanada antes desse tempo, só quando de um sinistro rodoviário os intervenientes alegarem que o "barulho" da luz do painel publicitário lhes deturpou a recolha de informação ou... que a recolha de informação estava direccionada para algumas das sedutoras imagens que vão por lá vão correndo sequencialmente num apelo desmesurado aos sentidos! Mas grave, grave, o atendimento de telemóveis isentos de mãos livres é que desvia a atenção dos passantes.

Obrigadão por visitar este tão modesto e singelo blogue, bem como lho ter enviado umas bitáitadas!

O Cidadão abt disse...

Pois é, cibercaro Joaquim:

Cá o Cidadão já se tinha apercebido desta salganhada há uns tempos mas outros valores se levantavam como a falta de Assistência Médica Estatal ás famílias do município Abrantino e não só, como ultimamente se tem veiculado na comunicação social.
????
Ah! Seu desgraçado!
Então só agora deu com "o meu irmão"?
Farta-se um tipo de botar bué da fotos, calcorrear milhas, passar frios e chuvas, ventos e calores, e o ciberamigo só agora???
De resto, já vão os anos sem memória em que este hábito se tornou num vício melhor que o do tabaco!!!
Fim de semana que não tenha uma saída já não tem jeito!
Fica um tipo com os sapatos calçados ao contrário! Depois...quanto pior, melhor... para mais tarde recordar!

Gracias por su visita!

Artur :) disse...

Olá!
Nº3 artigo 5º Dec-Lei 44/2005 que revovou o nº3 da artº 5º Dec-Lei 2/98 que revogou o nº 3 artº 5º Dec-Lei 114/94 que revogou o nº 6 do artº 3º do Dec-Lei 39672 de 1954!
Desde 1954, senhorres que há diploma para isso.
Nessa Cãmara Muinicipal devem haver vereadores mais novos o que esse ano!
Questiona-se pois, quais os requesitos para se ser vereador municipal? Por exemplo o conhecimento das legislações específicas das suas funções.
É o país que vamos conseguindo.

Maria Marques disse...

Mais uma distracção da autarquia que não passou despercebida ao nosso amigo cidadão !
A lei que a sua companheira captou é do desconhecimento de quem de direito
ou então outros valores mais altos se levantam!!!!Quem pagará a publicidade????

Um abraço.
Maria Marques

O Cidadão abt disse...

Está a ver caro Artur...

Como a lei é bastante mais antiga que a ideia ditada pela publicidade e pela cor do euro?

Requisitos para se ser vereador ou assim?

É ter uma boa retórica, filiar-se num partido de sigla institucionalizada e fazer meia dúzia de arruadas em condições antes dos sufrágios e a coisa está no papo.

Quanto ao demais, pura virtualidade legislativa!

Ah!
Um atestado médico de aptidões também daria jeito!

O Cidadão abt disse...

Olá, atenta Maria Marques.

Dirão os actuais que isto foi herança do passado... ou não... uma vez que se apostou na continuidade...
Com + tempo se perceberá, tal como a constatação da água no azeite.
Os valores mais altos levantam-se sempre, cibercara Maria Marques!

Quem pagará a publicidade? Naturalmente os publicitados!

A quem serão pagas as taxas dos direitos publicitários e aluguer dos espaços... concerteza à autarquia Tubucciana!

Se assim não acontecesse, difícil seria a concessão dos espaços para tais artifícios!

Bom Natal, se não nos comunicarmos antes!

Fátima disse...

Olá!

********************


“Todas as situações da vida têm o seu lado positivo... nós por vezes é que não o vislumbramos”,

“Este ano a estrelinha ou é bué pequenina ou foi brilhar para outras paragens!”

“Trocar o Menino Jesus Cristo deitado na manjedoura, pelo Dom Afonso Henriques...”,

“De entre várias fotos batidas ó bicho, talvez esta fosse a melhor conseguida...”,

.” Temos a vegetação densa crivada de silvas que nos arranham braços e pernas, a lama que se agarra ás botas e trepa pelas calças acima, os escorregões nas rochas e nas pedras soltas,, o vento frio no rosto, a chuva miudinha que se entranha pela gola do corta-vento... os declives de terreno irregular, as travessias das ribeiras a vau!”

“Mas repare, viveu tranquilo e sem stresses!”

“Quando uma mulher deixa de rir para apenas sorrir... transmite a ideia que adquiriu espartilhos nos músculos faciais e muito artificialismo conjunto.”

“E tudo o que é espontâneo é... sincero!”

“É linda, uma mulher a rir, tal como é muito triste vermos uma mulher a chorar.”

“Se cada um de nós tiver uma laranja e a trocarmos, cada um ficará com uma laranja, mas se cada um tiver uma ideia e a partilharmos, cada um ficará com as duas ideias”
(Confúcio)

************************

São concerteza as suas constatações de vida, os excertos dos comentários em nada estéreis que você vai depositando por esses blogues em que participa e muito lhes, nos, enriquecem. Tomei a liberdade de os transcrever pois entendo que eles contêm elevado significado, apesar de irónicos, divertidos ou corrosivos, até. Alguns são como mensagens de esperança, outros, puras reflexões. A sua crítica cheia de alegria é construtiva, e por outro lado promove as regiões que calcorreia. Continue com essa veia no ano que se avizinha, com votos de prosperidade e um Feliz Natal, para a sua mais do que tudo e para os Júniores não esquecendo a sua gatinha Cristie.
São os votos desta admiradora,
Fátima.

Maria Marques disse...

Dou os meus parabéns à Fátima por ter seleccionado estas "passagens" inteligentes e tão bem conseguidas ,do nosso amigo cidadão abt.
Tal como a Fátima ,penso que é de louvar todo o trabalho e dedicação deste amigo abrantino que abnegadamente ,contribui para a valorização pessoal e social dos cibernautas.
Um abraço.
Maria Marques

O Cidadão abt disse...

Obrigado, Fátima!

Um Bom Natal e melhor ano de 2010 para si e para os seus.

Jorge disse...

Concordo plenamente com a Fátima mas acrescentaria que este é um blogue que sabe estar e desempenha adequadamente o que se propõe, abordando assuntos de interesse comum, sem faltar ao respeito ás partes visadas, sendo sua mais valia o não caír na tentação do jocoso político, na sujectividade e na ofensa gratuita.

Para blogue regional,*****estrelas!

TZ disse...

Como a pub em espaço público não deve render muito à CMA, era uma medida barata: acabar com os "outdores" no concelho. Ganhava a paisagem e a segurança rodoviaria.
O temporal dos ultimos dias derrubou uns poucos de paineis, alguns eram da cma, era aproveitar para retirar tudo e o concelho promovia-se pela originalidade da medida.
Este ano a árvore de natal da torre de Abrantes ficou a mielas. De Tramagal a "luminária conífera" não se percebe bem, e suponho que da cruz da Aldeia do Mato, ao cimo do Porto Escuro, o enfeite também não resulte tão bem como em anos passados.
Ab(t)raço
Feliz 2009

O Cidadão abt disse...

Olá, cibercaríssimo TZ!

Só agora cá o Cidadão teve oportunidade de dar uma rapidinha à caixita dos pirolitos, momento em que deu com os seus bitáites à Horátio Caine!
Mesmo assim estes estão a ser teclados longe do ambiente habitual...

Com o tipo de publicidade visada, e de acordo com os regulamentos para a questão, a CMA cobra uns niqueis jeitosos.
Ganhavam as paisagens urbana e rural, e a segurança rodoviária, sim senhor!

Se bem reparar, o temporal, apesar de nefasto para muito boa gente,pois tudo o que anda a mais de 100Km/h torna-se sempre perigoso, também fez uma limpeza ás árvores secas que se encontravam nas bermas a perigar a tal circulação rodoviária e definiu a posição instável de determinados postes telefónicos...
Quanto à "conífera iluminária", apesar de este ano não contemplar a estrelinha para Belém, vá-se lá saber porquê... a dita já teve melhores dias. O que lhe deu cabo do canastro foi a tal aragem acima dos 100km/h, que a deixou depenada, porque de início ela bem se avistava toda luzinhas, a partir do mirante das tramagas, bem como do alto de Santa Margarida da Coutada, do alto da Cruz da Aldeia, do Vale Lucas, do geodésico (picoto) da Medrôa, da Serra dos Bandos e assim.

Gostaria de prosseguir com estes bitáites mas ali alguém reclama pelo vazio da boa disposição cá do Cidadão abt... com outra designação... evidentemente!

Até para um 2010 que lhe corra de feição, caro TZ!