.

.

Este militante anti-cinzentista adverte que o blogue poderá conter textos ou imagens socialmente chocantes, pelo que a sua execução incomodará algumas mentalidades mais conservadoras ou sensíveis, não pretendendo pactuar com o padronizado, correndo o risco de se tornar de difícil assimilação e aceitação para alguns leitores! Se isso ocorrer, então estará a alcançar os seus objectivos, agitando consciências acomodadas, automatizadas, adormecidas... ou anestesiadas por fórmulas e conceitos preconcebidos. Embora parte dos seus artigos possam "condimenta-se" com alguma "gíria", não confundirá "liberdade com libertinagem de expressão" no principio de que "a nossa liberdade termina onde começa a dos outros".(K.Marx). Apresentará o conteúdo dos seus posts de modo satírico, irónico, sarcástico e por vezes corrosivo, ou profundo e reflexivo, pausadamente, daí o insistente uso de reticências, para que no termo das suas análises, os ciberleitores olhem o mundo de uma maneira um pouco diferente... e tendam a "deixá-lo um bocadinho melhor do que o encontraram" (B.Powell).Na coluna à esquerda, o ciberleitor encontrará uma lista de blogues a consultar, abrangendo distintas correntes político-partidárias ou sociais, o que não significará a conotação ou a "rotulagem" do Cidadão com alguma delas... mas somente o enriquecimento com a sua abertura e análise às diferenciadas ideias e opiniões, porquanto os mesmos abordam temas pertinentes, actuais e válidos para todos nós, dando especial atenção aos "nossos" blogues autóctones. Uma acutilância daqui, uma ironia dali e uma dica do além... Ligue o som e passe por bons e espirituosos momentos...

quarta-feira, 1 de dezembro de 2010

A REGENERAÇÃO




A REGENERAÇÃO

Como ousareis ter registado nas entranhas das vossas sapiências, se tocardes vários jericos ao mesmo tempo, algum vos haverá que ficar para trás... 
A bem do sossego de alguns e estranheza de bastantes, é precisamente isto que tem vindo a suceder nos últimos tempos cá com o Cidadão abt... 
??? Em funções de tocador dos gericos... claro está!!!
Na comemoração do dia em que lançaram o fidalgo galego pela sacada, este praça conseguiu uma réstia de tempo para digitar mais uma das suas crónicas meio maradas... esperançado que tenhais a imprescindível pachorra de a lerdes até aos fundilhos.
Se subirdes aos altos de Tubucci e assentares os vossos digníssimos traseiros nas ameias da Torre de Menagem que n'outros tempos levou com umas bombardas jeitosas, verificareis que em vosso redor tudo são paisagens... e constatareis que Tubucci vos fará recordar aquele bolo de chocolate esparramado que se foi depositando nas bordas do prato...

Pois bem, também na reinação de El Commandante, o cabeço tubuco sofreu uma sangria com mercadores e parte das cortes enviados ladeira abaixo, por forças ocultas nos dinheiros europeus condimentadas com as contribuições tubucas. 
Ruelas e praças foram alvo de maravilhosos recalcetamentos e outras tantas ficaram condicionadas ao trânsito rodoviário.
Das longínquas paisagens, as plebes deslumbravam-se com tanta dedicação vendo as suas freguesias mergulhadas em densas neblinas de marasmos... enquanto taxas e tarifas lhes eram resgatadas para os píncaros da tubuca reinação...

Entrementes El' Commandante passou os forais a Matri-Harka, sem antes levar com as dissidências consonantes dos roqueiros “The Independent’s” de Al-Ban, El Al-Banito que dando de frosques, passou o microfone ao firme mas inseguro yeswoman L’Arnês du Bauldrier, mantendo-se suspenso a um terço das alturas na ascensão aos poderes tubucos...
Al-Ban, El Al-Banito petrificado com o raio do feitiço durante a sua fuga a Matri-Harka!
Os tempos foram escoando e as cortes mudando... mas tal como os males que se houveram alojado nos conventuais graníticos dominicanos do Rio Pombal e em desprimor da criação de infraestruturas básicas essenciais e compatíveis com as magras reformas da maioria dos plebeus em geriátricas idades, também por Tubucci as estratégias permaneceram intactas... tal & qual como as do século vencido.
Com os fregueses calcorreando 12686 jardas ou sejam 7,21 milhas partindo da estalagem das carruagens, se quiserem vir-se aos passos da reinação tubuca e daí rumarem aos serviços municipalizados centralizados lá pr’ó Vale das Morenas, qual evocação às tropas napoleónicas que alcançaram estas paragens com as meias solas gastas até à peúga, 
...e umas quantas dezenas de plebeus das funções públicas do reino desfrutando o estrangulamento das acessibilidades ao atravessarem rotineiramente os seus charutóides pelo cabeço abaixo, sem antes passarem pelos centros de cogitação em demandas dos descendentes numa primeira fase e mais tarde sucedendo episódio idêntico nas artérias circundantes aos rebordos do prato com outras tantas centenas de paisanos,  porque a 200 metros do fim da Calçada do Paiol permanecem os resquícios da explosão que por lá se deu há um ano, deixando metade da desdita no estado de sítio a que chegámos...
...Orgulhosamente, por'li nada entra mas apenas sai, num lapso de tempo suficiente para a Madeira poder recuperar de duas tempestades em seus canais, enquanto por cá, os dinheiros de plebes e paisanos menos alcançam o fim do mês, em parte por mor dos tais impostos que lhes secam as algibeiras...
Neste contexto, vem Matri-Harka apostar na re-regeneração do centro histórico de Tubucci, ora vejam bem!
Uma re-regeneração tal, que visa receber as dezenas de arqueológicos e carolas que buscarão o paralelepípedo revestido a tela com uns quantos achados egípcios, gregos e mesopotâmicos lá dentro, conservados a ares condicionados!

Dizem os entendidos que daí em diante, Tubucci fará parte de uma Rota Internacional de Museus, à laia dos Caminhos de Santiago!

De momento, Tubucci encontra-se inserida numa rota internacional de gringos a dar com um pau, que lhe enche as medidas dos estádios!
A Rota do Basebol !!!
Nesses tempos, os tubucos terão oportunidade de conhecer o chicote do Indiana Jones ou os beiços da Lara Croft em carne e osso, sentindo-se protagonistas do grande filme Os Salteadores da Arca Perdida”!
Daí em diante os tubucos viverão felizes para sempre!

8 comentários:

alcolobre disse...

E o povo é que paga, pá!

Maldonado disse...

O que me ri com isto!
No fundo os Filipes não deviam ter sido corridos de cá, pois a esta hora, provavelmente, teríamos um nível de vida igual ao dos galegos, catalães ou bascos...

Tramagalense disse...

Boas Cidadão

Seremos todos felizes sim, mas com os bolsos vazios, porque as taxas e as tarifas são mais que muitas. Um dias destes quando o paralelepípedo (agora está bem escrito, alguma vez havia de acertar), estiver de pé vamos ter mais uma tarifa especial cultural, porque o "coach" os americas tarda em chegar e quando chegar "amandam-se" à palha de Abrantes e às tigeladas e marimbam-se para o Hufo, isto porque um Euro custa mais do que um Dollar. Depois ainda vamos ter mais uma taxa ciêntifica adicional porque os estudantes estão tesos e preferem guardar os trocos para "mines".
Agora a sério, podiam fazer a rota dos "alifantes de côr" que a CMA tem vindo a espalhar em redor da cidade.

P.S. Vou ver a exposição do "Livro dos Mortos", mas não é no grande Museu Ibérico, porque claro, ainda não está construído, o que é uma pena.

saudações cá do rapaz

O Cidadão abt disse...

Olá Alcolobre!

Nestas cenas de alargar os cordões à bolsa, o povo está muito à frente!

Obras concretas em benefício deste, fica muito atrás!

O Cidadão abt disse...

Pois, pois, Maldonado!

E andou D. Nuno Álvares Pereira a batalhar com recurso a táctica do quadrado, usando a ala dos namorados à esquerda e a ala da madressilva à direita!

Se fosse hoje, talvez recorresse à estratégia do cubo, recorrendo à ala que se faz tarde!

Seria algo mais abrangente!

Se estivéssemos sob o domínio dos castelhanos a esta hora haveria um movimento de libertação, a favor da autodeterminação do povo Portucalense!

Obrigado pela visita!

O Cidadão abt disse...

Ora repare, caro Tramagalense que o raça do "paralelepípedo" nos dá tantas fezes que se torna difícil escrever ou ser pronunciado pelo comum dos cidadãos!

Se calhar o "alifante" que se passeou no centro histórico de Abrantes quando das comemorações de D.Miguel de Almeida, fazia parte de um ensaio mais abrangente...

Mande sempre!

O Cidadão abt disse...

Olá pessoal!

Topem isto:

http://piefdeabrantes.blogspot.com/2010/11/hino-do-pief-de-abrantes-quero-ser.html

Joaquim disse...

É impressionante aquilo em que os nossos governantes aplicam o dinheiro que este povo lhes dá a ganhar! Com tanta obra que se poderia concretizar em benefício das populações e esbanjam-se milhões nas obras de fachada e em ostentações para meia dúzia de priveligiados!Assim nunca vamos lá!